30. Revise os últimos 29 dias

b63a14c7c72f25ace8e6d3571350bbd2

Reveja seu espaço físico

Se você não sentir que conseguiu o que queria alcançar quando se trata de seu espaço físico, anote uma lista agora do que ainda precisa ser feito .

Escolha prolongar esse desafio um pouco mais por si mesmo, e dedicar tempo específico nos próximos dias (ou semanas) para assinalar tudo sobre essa lista.

Reveja seu espaço mental

Se há algo que continua te incomodando e bagunçando sua mente, pense especificamente como poderia resolver esse problema de vez. Há algo que você pode fazer para levar esse desafio um passo adiante?

Anote todas as etapas de ação que você precisará tomar, a fim de diminuir seu espaço mental um pouco mais.

 

29. Recursos “minimalistas” para se inspirar

cc1335c657ec87d45e7c0062064111c8

Neste desafio a criadora do desafio lista oito recursos, mas a maioria deles não tem versão em português ainda, e eu ainda não os li/assisti, então eu vou fazer minha própria lista.

1. Livro:  Método KonMari: A mágica da arrumação, Marie Kondo

Esse foi o livro que despertou meu interesse pelo minimalismo. Depois de lê-lo, destralhei tudo que não me trazia felicidade. E continuo nessa jornada. Mudou meu relacionamento com meus bens materiais e dinheiro completamente.

2. Livro: Vida Organizada, Thais Godinho

Thais Godinho fala sobre prioridades, planejamento da organização da sua vida e da sua casa. A organização traz tempo pra você dar atenção pra quem você ama e tempo para você fazer coisas realmente necessárias e que você gosta.

3. Filme: Minimalismo: um documentário sobre as coisas importantes

Acho que tem no Netflix. Eu chamaria esse documentário de inspirador. Se você sente que precisa de alguma coisa para incentivá-lo a aprofundar o mundo do minimalismo, este é um ótimo recurso.

E claro, os meus blogs preferidos, todos em português:

4. Blog: Camile Carvalho

Autoconhecimento e transformação pessoal.

5. Blog: Meu Diário Minimalista

Como levar uma vida mais simples, um dia de cada vez.

6. Blog: Viver Sem Pressa

Viver sem pressa, para ter mais tempo para o essencial.

7. Blog: Vida Organizada

8. Blog: The Busy Woman and the Stripy Cat

 

 

28. Tente ficar um dia sem notificações

b66a057d3d249ca926906805631d5549

Separe um dia para ficar em paz.

Sem celular, computador, tablets. Sem notificações. Longe do mundo virtual.

Um dia para contemplar o silencio, o sossego. Um bom livro. Etc e etc. Você não precisa ir para o meio do mato ficar meditando o dia inteiro. Apenas desligue as notificações e faça algo que goste e se sinta bem.

Separe um dia para estar em contato apenas com você mesma, ou sua família e amigos.

Eu acho tranquilizador passar um dia em família num parque. Fazer um piquenique em família, e curtir a vida sem olhar o instagram a cada minuto.

27. Planeje um dia para cuidar de você mesma

c8f386612b2c1ff540a19a03dd470283

Quando eu estava no ginásio, todo domingo eu tinha essa dia de auto cuidados. Fazia hidratação no cabelo, esfoliação facial, pintava as unhas, etc. Depois que eu virei mãe ficou um pouco difícil ter esse dia. Na verdade nos primeiros meses cuidar de mim mesma era a última coisa que passava pela minha mente. Mas deveria, não é mesmo? Principalmente porque todos nós, independente de quantos filhos temos ou se não temos filho nenhum, precisamos ter um tempo para nós mesmos.

Escolha um dia

Não importa se for domingo a tarde, ou terça-feira a noite, o importante é se programar.

Escolha suas atividades

Este não é um dia para fazer farra. Mas também não é um dia para ser ficar de preguiça assistindo netflix, bebendo café e comendo besteiras.

Este é um dia para relaxar,e refrescar a sua mente. Aqui estão algumas idéias para atividades que você poderia incluir no seu dia de auto-cuidado:

  • Coma um grande café da manhã saudável 
  • Veja o nascer do sol / por do sol
  • Acenda uma vela
  • Tome um banho demorado
  • Leia um livro
  • Beba um monte de água
  • Escreva em seu diário
  • Cubra-se com loções hidratantes com cheiro de frutas
  • Dê um passeio pelo bairro/quarteirão
  • Use uma máscara facial
  • Ouça suas músicas favoritas
  • Alongue-se
  • Pegue uma corzinha no quintal/ varanda da sua casa
  • Medite
  • Prepare sua comida preferida para o almoço/ janta
  • Faça uma mega hidratação no cabelo
  • Desligue o seu telefone / computador por umas horas

Dê uma olhada na sua ” lista feliz ” se estiver difícil. Escolha algumas coisas que você deseja fazer no seu dia de auto-cuidado – você deve escolher pequenas coisas que você conhece, você vai se sentir rejuvenescido e atualizado.

Se houver alguma preparação que você precise fazer (ou seja, comprar uma máscara facial, comprar ingredientes para o almoço) faça isso o mais rápido.

 

26. Simplifique sua lista de tarefas

d7c497b45f5d24bb7807fbd4cd84f1d2

Se você já fez seu despejo do cérebro, com certeza já tirou bastante coisa da mente e passou para o papel, ou até mesmo simplesmente deixou de pensar em coisas que não importam.

Escolha uma ferramenta

Seja um aplicativo de celular, agenda digital ou física, escolha onde você anotará as coisas que você tem que fazer. Fica muito mais fácil lembrar de fazer algo quando conseguimos visualizar a tarefa.

Comece o mais rápido possível

Comece por aquelas tarefas que podem ser feitas em menos de 2 minutos. Bem rapidinhas mesmo, como lavar sua blusa nova ou guardar todos os brinquedos do bebê em uma caixa. Esse tipo de tarefa rápida, normalmente é diária, e não adianta ficar delegando, porque cedo ou tarde seremos obrigadas a cumpri-las.

Sei que algumas tarefas tem mais que uma etapa para a conclusão, outras tem um prazo,  então precisam ser adiadas ou antecipadas conforme sua necessidade.

Anote uma coisa importante que você precisa fazer.

Deve ser algo que vai realmente adicionar à sua vida, como algo que o aproximará de seus objetivos.

Concentre-se em fazer uma coisa de cada vez.

Em seguida, avance para o próximo item. O truque é concentrar-se no mais importante, o que vai lhe trazer valor mais importante em primeiro lugar no dia. Em seguida, veja o resto.

 

25. Faça um despejo do cérebro

1f1991a2f88497e38a4f8126c53d84be

Dois dias antes da festa de aniversário do meu filho, eu não conseguia dormir, por ansiedade. Pensei que estava dormindo, mas estava de olhos fechados pensando nas tarefas que teria que cumprir, e nas ultimas compras para tudo sair como o planejado. Só consegui dormir às 5:30h, depois de ter anotado em um caderno tudo que passava pela minha mente, tudo que eu não poderia esquecer de fazer naquele dia.

Muitas pessoas como eu, sofrem com essa tal de ansiedade. A mente fica nos lembrando a cada segundo de tal coisa, nos deixando nervosos. Para mim funcionou super bem anotar sobre tudo que eu pensava. Dessa forma podemos deixar de nos preocupar em não esquecer. Dar uma limpa na mente de vez em quando faz muito bem.

Descarregue tudo que estiver na sua mente 

Abra a ” lista de gatilho ” (inglês, mas é só traduzir com o  Google translate) no seu telefone / computador. Usando a lista, anote tudo que tem ocupado sua mente como um item “para fazer”.

Depois de fazer isso, você vai sentir como se um peso fosse tirado de seus ombros.

Elimine

Um monte de coisas esquisitas assolam nossas mentes. Coisas que nós nem sequer estamos preocupados.

Por exemplo, você pode ter escrito ” Pesquisar sobre os melhores seguros de vida “, porque isso tem ocupado um espaço em sua cabeça desde que você viu esse e-mail no trabalho daquele provedor corporativo de cobertura de saúde. Mas, segundo o pensamento, você nem quer ter seguro de vida. Livre-se disso.

Eliminar sem pensar duas vezes coisas que não importam em sua lista.

Organize sua lista de tarefas

Organize por categorias –

exemplo:

  • Chamadas telefônicas para fazer
  • Coisas com as quais discutir (parceiro / família / amigos)
  • Coisas que você pode fazer em casa
  • Coisas que você pode fazer enquanto você está fora
  • Projetos

Você pode criar suas próprias categorias utilizando métodos que funcionem para você. A lista de gatilhos pode te dar muitas ideias para criar categorias.

 

 

24.Defina seu estilo pessoal

*Atualizado: 09/18

Encontrar seu estilo pessoal é como uma longa jornada. Você sempre pode achar caminhos diferentes.

MAS, quando finalmente chegar ao ponto em que você sente que conhece e ama seu estilo pessoal – comprar roupas novas será muito mais simples. E você perceberá o que realmente precisa, e o que nunca mais precisará comprar pois não faz seu estilo. Toda vez que você colocar uma roupa, se sentirá totalmente confortável e se sentirá bem com o que você está vestindo.

1536422059781840

Christina (@newdarlings)

 

Anote duas palavras para definir seu estilo

“Glam e chic” “romantico e dark” “hippie e divertido” “minimalista e peculiar”. Parece idiota, mas anote duas (ou 3) palavras para definir seu estilo. Se parece difícil, pense em seus ícones da moda e como você descreveria o estilo deles.

Baseado nas pessoas que sigo nas redes sociais, meus ícones da moda são:

Cantoras: Taylor Swift 

Blogueiras/Youtubers: Marieli Mallmann (Procura-se um fusca), Christina (New Darlings),

Instaram: Julia Levenstein, Karol Queiroz, Vic Hollo.

Personagens fictícios: Noora (SKAM)

1536425004872942E pensando um pouco sobre o estilo pessoal delas eu consigo perceber semelhanças, TODAS conseguem ser básicas e elegantes ao mesmo tempo. Algumas mais românticas, outras mais minimalistas, outras puxam mais para o lado “rock” com camisetas de banda e botinhas.

karol2bqueiro

Karol Queiroz (@mkarolqueiroz)

Eu não consigo focar em único estilo, e sei que a maioria de nós define seu estilo pessoal misturando vários estilos diferentes.

Eu gosto muito do estilo vintage, com um toque rock’n roll.

Gosto de dizer que sou básica, porém sempre com um toque romântico ou grunge. Normalme eu foco em uma coisa de cada vez, mas sempre tem preto, branco ou cinza no meio, o que me torna esteticamente bem “minimalista”.

A verdade é que pra mim quanto menos informação melhor. Sou realmente bem básica.

maxresdefault

Vic Hollo (@vicqueen)

Crie uma paleta de cores

Faça o que funciona para você, e escolha cores que você saiba que ficam bem em você. E não tem problemas em ir trocando essa paleta conforme sua necessidade.

Minha paleta: preto, branco, cinza, vermelho e vinho. Também tem o jeans, tons pastel, listras e xadrez.

57992d57483e24ff61a609b43c49f68b

Julia Levenstein (@julialevenstein)

Crie uma lista de “coisas que eu não uso”

Sua lista pode conter:

  • Diferentes padrões de vestuário ou impressões (ou seja, sem estampas, sem listras, sem flores, etc.)
  • Formas de roupa (ou seja, calças saruel, sem blusas tomara que caia, sem saias lápis)
  • As tendências que você conhece não funcionam para você, mas às vezes são tentadas ( por exemplo, sapatos tratorados, chokers,)
  • Certas marcas que você quer ficar longe

Na minha lista tem: Laranja, estampa de onça, decote canoa, tomara que caia, shorts muito curtos.

Uma boa idéia é voltar para suas “duas palavras” quando você está fazendo um brainstorming. Que tipos de roupa não se encaixam nas suas palavras descritivas?

Crie uma pasta “inspiração” no Pinterest

Isso se você já não tiver uma.

Eu por exemplo, já tinha a minha pastinha, mas vou adicionando novas fotos como se fosse uma lista de desejos. Dessa forma eu tenho um foco, e sei exatamente o que eu quero e o que falta no meu guarda-roupas.

Mari Mallmann @m_marieli

Na descrição, coloque suas duas palavras, sua paleta de cores e sua lista de “coisas que eu não uso”.

Você não precisa salvar cem inspirações agora, mas coloque algumas imagens lá para começar.

 

 

 

 

23. Elimine seus objetivos

754e0b251deb97966dc894ba9d30f615

imagem: vida organizada

No final de 2016 eu fiz uma lista das minhas metas para 2017. Mas o tempo foi passando e eu percebi que algumas metas da lista não parecem mais tão interessantes. Outras, parece apenas preguiça de alcançá-las. Eu olho para minha listinha e parece tudo tão distante. Hoje é sobre eliminar seus objetivos. Reduzir o foco. Focar apenas no essencial.

Liste todos os seus objetivos

(curto, médio, e longo prazo)

Priorize seus objetivos

Marque os objetivos que você definiu como prioridade. Qual objetivo será o maior impacto positivo em sua vida? Coloque esse objetivo como prioridade (e assim por diante).

Elimine seus objetivos (ou adie)

Se você tem apenas alguns objetivos, mesmo um só, você pode concentrar todo o seu tempo e energia nesse objetivo.

Escolha os seus principais objetivos de 1 a 3, e elimine o resto. Isso não significa que você nunca conseguirá realizá-los , isso significa que você está focando em um por vez e você vai seguir para o outro mais tarde.

22. Seja grato

9b69f35ceea4537c15b4484e6f21674e

Imagem: casacafedecor.com.br

Anote 25 coisas pelas quais você é grato

Seja especifico: “Meus amigos” não é suficiente. “O amor que minha amiga demonstra por mim me mandando mensagens motivacionais no instagram, ou quando ela separa um tempo de sua agenda para me fazer uma visita” é suficiente.

Escreva uma maneira que você possa praticar gratidão em sua vida diariamente

A gratidão ajuda a treinar seu cérebro para ver o positivo na vida. Quando você escrever sobre o que está agradecendo, comece a pensar como você pode praticar a gratidão regularmente.

Por exemplo, comece um diário de gratidão. Uma lista de coisas boas que acontecem diariamente em sua vida. Preste atenção nas pequenas coisas.

21. Identifique suas crenças negativas

c0fae2a3c51c95f63195ab0e6934c4b9

O que são crenças negativas?

Essas crenças influenciam nossas percepções da realidade (pensamentos automáticos), bem como os comportamentos que temos. São crenças que temos sobre algo ou sobre nós mesmos que te limitam de alguma forma. Estão ligadas com a auto sabotagem, pois quando acreditamos em algo negativo sobre nós (que muitas vezes não é verdade, e podemos mudar se mudarmos nosso comportamento) acabamos nos limitando, achando que não podemos fazer algo ou não temos capacidade.

Algumas de suas crenças (peça ajuda de quem está sempre com você) podem estar sempre presentes. Algumas crenças (por exemplo, eu sou péssimo com entrevistas de emprego, ou eu não consigo falar em público) estão lá. Elas raramente aparecem, mas você acredita cegamente que elas são verdadeiros quando surge uma situação relevante.

Encontre suas crenças negativas

“Identificar suas crenças negativas é sobre ser auto-consciente. Quando você se sentir ansioso, estressado, irritado, oprimido, para baixo – esteja ciente de que as crenças negativas podem estar fazendo você se sentir assim.

Por exemplo, todos os dias você entra em um trabalho que você odeia. Você se sente mal, como se estivesse preso e não pudesse sair. Qual é a crença limitante que o ajudou a entrar nessa situação? Você pode começar a pensar “eu preciso fazer entrevistas de emprego.” Ou de acordo com uma crença negativa, “eu sou incompetente e as pessoas não gostam de mim.”

Pense em épocas ou áreas de sua vida onde as coisas estão erradas, ruins, e anote o que a crença limitadora que ajudou a torná-los dessa forma em seu caderno.”

Determine porque suas crenças negativas existem

Na maioria das vezes, você pode apontar o ponto por que você tem uma crença limitante. Responda às perguntas abaixo para identificar por que suas crenças existem.

  • Existe uma coisa particular que aconteceu que te fez sentir assim?
  • Houve uma experiência realmente emocional que contribuiu para essa crença?
  • Você inventou uma história na sua cabeça que levou à criação dessa crença?
  • Que suposições eu fiz sobre situações que levaram a essa crença?

Às vezes, suas crenças negativas têm uma base. Você acha que você não se sai bem em entrevistas de emprego porque você já fez duas entrevistas no passado, onde você ficou totalmente em branco e não conseguiu o emprego. Isso não significa que você vai sempre se dar mal em entrevistas.

Faça buracos em suas crenças negativas

Vamos reconhecer que essas crenças têm  durante anos. Infelizmente, você não pode se livrar de todos eles de uma só vez. Mas você deu o primeiro passo e identificou-os. Agora, você precisa trabalhar em fazer buracos na sua crença / s.

Olhe para as crenças negativas que você escreveu e pergunte a si mesmo

  • Se eu dissesse essa crença a alguém que sabe e acredita em mim, o que eles diriam?
  • Se eu trabalhasse em melhorar esse aspecto de mim, eu poderia superar essa crença limitante?
  • Quando eu fiz algo que vai contra a premissa dessa crença limitante? ( Pense em eventos específicos que ocorreram, o que é importante. )

Determine se as evidencias por trás dessas crenças são válidas

Se você não se deu bem em uma entrevista de emprego porque congelou totalmente, por exemplo. Pense nas razões pelas quais isso aconteceu, ou tem acontecido.

  • Você congelou porque você não se preparou para a entrevista. (Não porque você não é bom em entrevistas de emprego)
  • Você congelou porque você dormiu duas horas e tomou três xícaras de café naquela manhã. (Não porque você não é bom em entrevistas de emprego)
  • Você não conseguiu o emprego porque estava com 15 minutos de atraso na entrevista. (Não porque você não é bom em entrevistas de emprego)

Olhe novamente as evidências que você criou para apoiar suas crenças negativas – porque muitas vezes as crenças baseiam-se em falsas suposições.

Faça um brainstorming de novas evidências para apoiar o oposto das suas crenças negativas

Troque “eu sempre me dou mal em entrevistas de emprego” para “eu sou bom profissional quando se trata em entrevistas de emprego”

E pense em evidências para apoiar a nova crença. (Precisa ser uma evidência sólida e real. Por exemplo, “Meu supervisor me disse na semana passada que eu era natural em conversar com as pessoas depois de me sentar em uma reunião comigo”.)

Por exemplo:

  • Quando você alcançou o feedback após uma entrevista, o entrevistador disse que você era sua segunda escolha mais promissora, e que você entrevistou muito bem.
  • Você obteve seu emprego atual passando por uma entrevista de emprego e saindo no topo.

Se você está lutando para pensar na evidência atual, está tudo bem. Pense em maneiras que você pode começar a criar provas poderosas de sua nova e melhor crença.